quarta-feira, 5 de abril de 2017

Bom Dia

Eu me deparei sentado à frente da tv, desligada, observando um reflexo na cama. Era você, descansando um pouco antes de ir embora, pois já eram quase seis da manhã e ambos tinham que trabalhar daqui a pouco.

Na mão, uma dose de rum – como todo bom e velho pirata dos mais diversos filmes, navegando em águas profundas, pensando em tudo, em nós, no mundo. Por muito tempo eu pensei que aqueles dias eram diferentes, mas me enganei: hoje era diferente, dois tempos ao mesmo instante, vários sentimentos e desejos, porém, uma única certeza.

Fiz questão de manter a cortina fechada, pra ficar escuro por mais tempo e, assim, você ficar ali por mais tempo. Fiz questão de preparar um café da manhã, fiz questão de me arrumar antes de você acordar... Fiz questão de muita coisa, em tão pouco tempo, que nem ao menos saberia sua reação.

Fui embora assim que deixei tudo pronto pra você, quando acordar. Eu não estarei mais ali, quem sabe realmente se algum dia estive ou, ainda, se eu existi realmente pra você.

A gente vive tão intensamente certos momentos e sentimentos que, muitas vezes, eles acabam se tornando reais sem nem mesmo existirem.


Bom dia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário